A Meditação do Dia - Gerson Borges

Ler é um exercício espiritual. O texto por excelência, a Bíblia, revela uma pessoa - Deus. Pessoas. Relacionamento. Vida. Eis o mundo da leitura! " Tome e Leia!" (Agostinho)

3.8.06

Salmos : espiritualidade para cada dia




Conhecemos e usamos muito ou mal os Salmos. Essa é a verdade. Essa antiga coleção de orações, poemas, hinos de louvor formada pelos 150 salmos do Saltério de Israel ( não esse que ataca o Líbano atrás de terroristas do Hezbollah, mas o antigo Israel, povo escolhido por Deus...) são um tesouro sem tamanho, eu não canso de afirmar, de pregar e de ensinar.
Philip Yancey, no seu ótimo livro sobre o Antigo Testamento, “ A Bíblia que Jesus lia ( Editora Vida ) concorda ao dizer : “ Pessoas a minha volta usavam o livro como um caixa de remédios espirituais – ‘ Quando estiver deprimido, leia o salmo 37; quando sua saúde estiver debilitada leia o salmo 121 ‘ – método que nunca funcionou para mim. Com estranha regularidade eu acabava escolhendo um salmo que agravava o problema em vez de resolve-lo... “

Outro uso equivocado é apanhar um ou outro salmo e transformá-lo num fetiche, isso é, numa ferramenta de magia, de mágica – tudo o que usamos seja por palavras ou ações para manipular Deus, os demônios, as forças da natureza ou mesmo as pessoas é feitiçaria! Que coisa, não? Mas quem não lembra de gente que mantém a Bíblia aberta no Salmo 91 ou noutro “ Salmo forte “ ? Outro dia, sob o balcão de numa loja onde comprava qualquer coisa, havia uma Bíblia aberta nesse Salmo ao lado de uma imagem de Buda e um pote de sal grosso... feitiçaria disfarçada, , misticismo tolo, mistureba superticiosa e pagã!

Irmãos, os Salmos são uma escola de oração! Eles nos ensinam a orar! Além dos próprios salmistas, Jesus orou os salmos. Os discípulos, os apóstolos e os primeiros Pais da Igreja o faziam todo o tempo. Agostinho, Lutero, Calvino, todos esses homens de Deus do passado descobriram nos salmos um ]a fonte inesgotável de espiritualidade para cada dia. Com Davi e os outros salmista a gente aprende a expressar todo e qualquer sentimento diante do Deus Vivo, Pai, Filho e Espírito Santo. Eugene Peterson chega a dizer que os Salmos são uma resposta ao que Deus fala no Pentateuco . O que Deus fala requer uma resposta. Orar é responder a Deus, mais do que simplesmente pedir. Na poesia dos salmos, Salmos de louvor , quando a alma reconhece quem é Deus e o que só ele faz ( 56, 59, 18 ... ) Salmos de desorientação, quando o coração desabafa sua frustração diante das injustiças da vida, por exemplo – aliás, 70 % dos salmos são lamentos ! ( 69, 74, 88 ), Salmos terapêuticos , aqueles que ajudam a revelar elementos neuróticos em nós ( 51, 88, 71 ).

Sobretudo, amados, os salmos nos ajudam no nosso relacionamento com Deus. E relacionamento tem a ver com conversa, com tempo junto, desfrute da presença um do outro. É como diz Harold Fickett : “ Os salmos me fornecem as palavras de que preciso e aquelas que às vezes quero dizer ao meu Deus: “ Os céus proclamam a glória de Deus “
Palavras que expressam meu desejo por intimidade : “ uma coisa pedirei ao Senhor e a buscarei : que possa morar na casa do Senhor todos os dias da minha vida “. Os salmos instruem minha alma no meu amor por Deus. “

Gastar um tempinho com os salmos, se possível diariamente, é uma forma de amar a Deus. Sem dúvida.

Vosso servo, ainda um salmista de meia-tijela, mas na batalha,

Gerson