A Meditação do Dia - Gerson Borges

Ler é um exercício espiritual. O texto por excelência, a Bíblia, revela uma pessoa - Deus. Pessoas. Relacionamento. Vida. Eis o mundo da leitura! " Tome e Leia!" (Agostinho)

21.7.05

Suco de uva com lágrimas ( Élben César , Ultimato )

Suco de uva com lágrimas

A Meditação do Dia
21 de julho de 2005

Quem mais fala em lágrimas na Bíblia é o salmista. No Salmo 6, o poeta diz: “de lágrimas encharco o meu leito” (v. 6). No Salmo 42, explica: “Minhas lágrimas têm sido o meu alimento de dia e de noite” (v. 3). No Salmo 56, pede: “Recolhe [ó Deus] as minhas lágrimas em teu odre” (v. 8). E agora, no Salmo 102, confessa: “cinzas são a minha comida, e com lágrimas misturo o que bebo” (v. 9).

Que falta de gosto! Misturar suco de uva com lágrimas, leite com lágrimas, chá com lágrimas, café com lágrimas, chimarrão com lágrimas, guaraná com lágrimas. A bebida fica ruim. Pior ainda é a comida: “cinzas são a minha comida”.

Esse destempero tem razão de ser. O culpado é o próprio salmista. Ele está bebendo e comendo o que plantou. É a lei inexorável de causa e efeito: “O que o homem semear, isso também colherá” (Gl 6.7).

O poeta tem plena consciência de sua culpa: o prato de cinzas e o copo de suco de uva misturado com lágrimas ligeiramente salgadas são por causa da indignação e da ira de Deus em decorrência de seu pecado. Ainda bem que o salmista conhecia a causa última de seu sofrimento (Sl 102.10). Aqui, ele usa as figuras da cinza (símbolo daquilo que não tem valor) e das lágrimas (símbolo da tristeza e da dor). No Salmo 32, o salmista descreve a mesma situação, valendo-se de outra figura: “Dia e noite a tua mão [a mão de Deus] pesava sobre mim” (v. 4).
Amém.

..........

Oração : " Senhor Jesus, Filho de Deus, tem misiricórdia de mim, pecador! "

14.7.05

A Tempestade ( Salmo 93 )

A Meditação do Dia
Leia o Salmo 93

" Os rios levantaram, ó Senhor, os rios levantaram o seu ruído, os rios levantam o seu fragor. Mais que o ruído das grandes águas, mais que as vagas estrondosas do mar, poderoso é o Senhor nas alturas. "
Salmo 93.4,4

" Quando passares pelas águas, eu serei contigo; quando pelos rios, eles não te submergirão;"
Isaías 43.2

" E eis que se levantou no mar tão grande tempestade que o barco era coberto pelas ondas; ele, porém, estava dormindo.Os discípulos, pois, aproximando-se, o despertaram, dizendo: Salva-nos, Senhor, que estamos perecendo. Ele lhes respondeu: Por que temeis, homens de pouca fé? Então, levantando-se repreendeu os ventos e o mar, e seguiu-se grande bonança."
Mateus 8.24-26

Gosto do mar e temo o mar. Romances como " O velho e o mar " , de Ernest Hemingway e " Moby Dick ", de Herman Melville me atraem com irresistível fascínio. Filmes como " Tormenta ", de Ridley Scott , ou " Mar em fúria " e " " O mestre dos mares ", com sua épica de embarcações me atraem com irresistível fascínio: são os seus navios ( naus, diriam os poetas ) à deriva, a pequenez humana, ainda que com toda a engenhosidade e coragem dos navegadores, nas mãos furiosas da indomável natureza, a ira de Netuno/Poseidon, como explicava a antiga mitologia mediterrânea . Canções como " Corsário ", de João Bosco e Aldir Blanc me emocionam : " mesmo que eu lance em garrafas mensagens por todo o mar/ Meu coração tropical partirá esse gelo e irá...". Os sete mares, O desconhecido e absoluto oceano. Tremo.

Os hebreus também se arrepiavam à idéia do " mais terrível assalto que se podia imaginar, as poderosas vagas do mar ", nos lembra Eugene Peterson ( Praying with the psalms ) ao comentar o Salmo 93 numa breve Lectio Divina. No entanto, Isaías, o grande profeta de Israel, antecipa com seus olhos iluminados a cena que se dá centenas de anos depois no lago/mar da Galiléia: Jesus dizendo à fúria das águas e dos ventos : Cala! Aquieta! Tudo e todos não podem resistir e obedecem ao Cristo de Deus quando Ele ordena assim. Até o mar. Mesmo o furacão. Toda tempestade tem de obedecer ao Senhor de todo o Cosmos.

A questão é que a maior tempestade e a pior tormenta se dá nas águas da nossa alma. Jonas orou " no coração dos mares " . Podemos falar dos mares do nosso coração e não está errado a colocação.
Sim, os tufões dos pensamentos, sentimentos e desejos que nos abalam e aprisionam. A essas águas escuras de inquietações e ansiedades, a voz do Cristo é a mesma ordem : Cala! Aquieta!

Pense nisso hoje de manhã, quando você se vê meio à deriva ou completamente náufrago, tremendo de frio, o frio da incerteza, o stress que vira medo de morte. Escute - porque está soando - a Voz que " repreende o mar e o vento ". A tempestade, marujo, não está lá fora. A coisa está aí, no teu coração.


Oração: Dá-me fé, querido Jesus, para que eu finalmente perceba o que está acontecendo comigo, no barco da minha vida. Quem está dormindo não é o Senhor. Sou eu. E sofro pesadelos de morte por afogamento. Esse maremoto está me roubando a beleza do cenário que a Graça me proporciona. Ah, sobre as nuvens carregadas está firme e quente o teu sol, a força da tua luz, o explendor do teu domínio. Aleluia!


Vosso servo, irmãos, Gerson